MARIELLE, PRESENTE!

A Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fiocruz, se solidariza com todas as mulheres, negras e negros, moradores de favela e vítimas da violência de Estado que hoje perderam Marielle Franco, uma de suas mais incansáveis defensoras. E, junto com ela, o trabalhador Anderson Gomes, que dirigia o carro alvejado. Ocupando agora um mandato de vereadora, Marielle era, desde muito antes, uma militante dos direitos humanos, lutadora que conhecia de perto, na pele, as dores que todos os dias sangram as periferias do Rio de Janeiro. Foi, desde muito antes da sua eleição para a câmara municipal, uma importante parceira desta Escola nos debates contra o racismo e o machismo e, ainda mais, nas lutas contra o genocídio de jovens pobres e negros que, como em tantos outros espaços desta cidade, é também marca do território de Manguinhos, em que a EPSJV/Fiocruz está inserida e com o qual tem compromisso e responsabilidade. A EPSJV/Fiocruz também se junta a todos que esperam uma investigação rigorosa e a punição dos culpados por um crime cujos indícios apontam a forte suspeita de execução. É preciso justiça.

"Eles tentaram nos enterrar mas não sabiam que éramos sementes". Marielle Franco, presente!