agronegócio

Exibindo 1 - 10 de 13
  • 16/09/2021 13h51 Acontece na EPSJV

    Com o objetivo de contribuir para a consolidação do conhecimento e das práticas de agroecologia no baixo e extremo sul do estado da Bahia, o curso formou 42 profissionais da educação básica que atuam nas escolas do campo da região

  • 06/05/2021 13h54 Reportagem

    Anúncio acendeu alerta nas organizações mobilizadas pela redução do uso desses venenos no país que consideram que iniciativa é antessala para aprovação do ‘Pacote do Veneno’ no Congresso ainda esse ano

  • 27/07/2018 12h01 Reportagem

    Mesa-redonda faz críticas ao modelo do agronegócio e aponta a agroecologia como um caminho alternativo e necessário

  • 29/06/2018 12h52 Reportagem

    Comissão da Câmara dos Deputados ignora pareceres contrários do Ministério Público Federal, de organizações da sociedade civil e de instituições de pesquisa como a Fiocruz e o Inca, e aprova projeto que facilita o registro de agrotóxicos no Brasil. O ‘pacote do veneno’ segue agora para o plenário da Câmara

  • 27/03/2018 16h21 Entrevista

    A cidade de Correntina, no oeste da Bahia, ganhou as manchetes dos jornais no final do ano passado, depois que mais de 10 mil pessoas – cerca de um terço da população do município – saíram às ruas para protestar contra o uso da água de rios para irrigação de grandes propriedades rurais da região. O protesto aconteceu nove dias depois que um grupo de mil pessoas ocupou uma fazenda, a Igarashi, que os moradores acusam de ser responsável pela queda na vazão de rios da região, principalmente o Arrojado e o Correntina. Segundo as comunidades ribeirinhas e de fundo de pasto, a fazenda vem extraindo muito mais água do que permitem as outorgas concedidas pelo órgão ambiental baiano, o Inema, para irrigação de culturas extensivas como soja, café e algodão. Os moradores acusam o Inema de falta de fiscalização sobre a extração de água da região, que vem gerando conflitos com as comunidades da área. A maneira como a ocupação foi retratada pela mídia e por políticos da região, que acusaram de “vândalos” e “terroristas” os trabalhadores que participaram da ação na Fazenda Igarashi, foi o estopim para o ato que tomou as ruas da cidade. Nesta entrevista, realizada durante o Fórum Alternativo Mundial da Água, que aconteceu de 17 a 22 de março em Brasília, a moradora de Correntina e militante do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) Andreia Neiva, fala sobre os conflitos pela água na região, que segundo ela vêm de longa data, e envolvem, como em muitas outras fronteiras de expansão do agronegócio no país, grilagem de terras, assassinatos de lideranças camponesas e ribeirinhas e o desrespeito aos territórios de populações tradicionais.

  • 11/07/2017 17h56 Reportagem

    Comunidades visitadas pela Caravana Agroecológica do Semiárido Baiano dão exemplo de organização e mostram que é possível produzir alimentos saudáveis sem agredir o meio ambiente

  • 02/01/2017 15h08 Reportagem

    De “última fronteira agrícola do país” a projeto abortado pelo governo por falta de verbas, Matopiba segue nos planos dos investidores, continua sendo um desafio para povos e comunidades tradicionais e uma ameaça para o cerrado

  • 07/02/2013 9h45 Entrevista

    Em entrevista à EPSJV/Fiocruz, professor do Programa de Pós Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural da Universidade de Brasília (UnB) e relator do Direito Humano à Terra, ao Território e à Alimentação (Plataforma DhESCA Brasil), Sérgio Sauer avalia o avanço do governo de Dilma Rousseff em relação à reforma agrária como pífio e defende que a violência sofrida por militantes de movimentos sociais ligados à reforma agrária é originada por dois principais motivos: a concentração de terra e a impunidade.

  • 25/01/2013 9h00 Reportagem

    Dossiê da Abrasco reúne pesquisas e relatos de comunidades diretamente atingidas pelos agrotóxicos para denunciar impactos do agronegócio na saúde e no meio ambiente.

  • 03/07/2012 0h00 Entrevista

    O governo federal acaba de anunciar os investimentos para a agricultura no período 2012/2013. O chamado Plano Safra contará dessa vez com R$ 115,2 bilhões. O problema é que todo esse dinheiro não vai para os pequenos agricultores e nem para a produção de alimentos saudáveis. A realidade é denunciada por Cleber Folgado, coordenador nacional da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida. Segundo ele, os pequenos agricultores têm ficado com apenas aproximadamente 14% de todo o crédito agrícola, embora sejam os responsáveis por levar quase a totalidade do alimento à mesa do brasileiro. Folgado pertence a uma família de pequenos agricultores no estado de Rondônia, onde cresceu vendo as contradições trazidas pela chamada Revolução Verde, que introduziu a utilização de agrotóxicos no campo pelas mãos do Estado brasileiro. Nesta entrevista, ele faz um balanço da Campanha e fala sobre os desafios da luta por um modelo agroecológico para o campo.