Curso de Formação Inicial e Continuada

Desenvolvimento Profissional em Estratégias para Territorialização de Políticas Públicas em Favelas

Objetivos: 
O curso é uma parceria entre a Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio e a Cooperação Social da Presidência da Fiocruz que visa contribuir para a formação de pessoas vinculadas às organizações sócio comunitárias, visando: i) a territorialização das políticas públicas; ii) a governança, de base territorial, fundamentada na equidade, sustentabilidade, cidadania e valores democráticos;  e, iii) a elaboração de projetos sócio comunitários estruturantes.
 
 
Descrição: 

O curso viabilizará carga horária total de 130 horas/aula, divididas em duas unidades (Governança Territorial Democrática e Elaboração de Projetos), implementadas por dois encontros semanais, entre 18:00h e 21:00h. Na primeira unidade - Governança Territorial Democrática – pretende-se i) ampliar o debate sobre o Estado Democrático de Direito, ii) valorizar a condição de morador/a de favelas e conjuntos habitacionais populares, iii) incrementar a capacidade de realizar Diagnósticos Sócio Comunitários e iv) ampliar o conhecimento de práticas de sucesso do movimento social, com a intenção de fortalecer o Sistema Único de Saúde. Na segunda unidade - Elaboração de Projetos – pretende-se facilitar a articulação, conceitual e metodológica, de propostas de ações coletivas que contribuam para a Gestão Estratégica e Participativa no Sistema Único de Saúde.

Carga Horária: 
130 horas
Número de Vagas: 
35
Titulação: 

Será conferido certificado de conclusão do curso de Desenvolvimento Profissional em Estratégias para Territorialização de Políticas Públicas em Favelas aos alunos que cumprirem 75% de frequência e que obtenham média maior ou igual a 6,0 durante o curso.

Coordenadores: 

Alex Luiz Barros Vargas

Felipe Bagatoli Silveira Arjona

Maurício Monken

Público-Alvo: 

Ativistas de organizações da sociedade civil organizada (associação de moradores, organizações não governamentais de base comunitária, redes, coletivos e fóruns populares, movimentos sociais, ativistas cibernéticos, etc). Indivíduos que morem ou atuem em organizações da sociedade civil organizada em territórios de favelas, com foco nos territórios do Complexo do Alemão, Maré, Manguinhos e Jacarezinho. Pessoas com o Ensino fundamental completo.