Entrevista

Exibindo 1 - 10 de 347
  • 04/09/2020 12h09 Entrevista

    Nessa entrevista o pesquisador do Instituto Gonçalo Moniz/Fiocruz Bahia Manoel Barral apresenta porque a vacina não deve ser vista como solução única de retorno das aulas presenciais. Além do acesso aos insumos, a forma de distribuição de vacina de maneira global ainda é um dos desafios a serem enfrentados. Barral explica ainda que todas as ações relacionadas ao enfrentamento do COVID-19 devem ser de forma coletiva. Não há solução única nem ações individuais que possam dar conta de tamanha complexidade.

  • 26/08/2020 19h01 Entrevista

    Nesta entrevista, realizada para subsidiar uma matéria sobre Escola Unitária, o professor Paolo Nosella, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), conta um pouco do cenário a partir do qual o italiano Antonio Gramsci desenvolveu esse conceito e, numa crítica à profissionalização precoce, polemiza com os educadores que defendem o ensino médio integrado à educação profissional.

  • 25/08/2020 16h42 Entrevista

    Nesta entrevista, realizada originalmente para a produção de uma matéria sobre Escola Unitária, publicada na edição especial da Revista Poli, comemorativa dos 35 anos da EPSJV/Fiocruz, Luiz Carlos Freitas conta a experiência da Escola Única do Trabalho na Rússia pós-revolução. O professor aposentado da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) mostra que há diferenças entre os princípios dessa concepção, elaborados pelos Pioneiros da Educação, e a forma como eles foram postos em prática, analisa as dificuldades de adoção desse‘modelo’ nos dias de hoje e comenta o quanto a Reforma do Ensino Médio brasileiro se distancia dessa perspectiva, ao aprofundar a dualidade educacional.

  • 18/08/2020 13h04 Entrevista

    No mesmo ano em que a Fiocruz faz 120 anos e a Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV) completa 35 anos, enfrentamos a pandemia provocada pelo coronavírus, que ficará marcada na história da instituição, do Brasil e do mundo. Nesta entrevista, a presidente da Fundação Oswaldo Cruz, Nísia Trindade, nos ajuda a revisitar o passado para compreender o presente e planejar o futuro: ela conta que foi como desdobramento e resposta às necessidades colocadas pela Reforma Sanitária que surgiram três das atuais unidades técnico-científicas da instituição, entre elas a Escola Politécnica (EPSJV), também conhecida como ‘Poli’. Naquele momento, assim como agora, a Fiocruz se abria para além da comunidade científica, participando e fomentando debate na sociedade, produzindo informação e apostando na formação. Seu papel, como nos tempos atuais, era fundamental para uma nova concepção e perspectiva de saúde. Nesta entrevista, a primeira mulher a se tornar presidente da Fundação, e que está à frente das diversas iniciativas de combate à pandemia, reflete sobre a importância da articulação entre todas as áreas da instituição no enfrentamento técnico da Covid-19, destacando o engajamento dos seus trabalhadores e estudantes. Relembra ainda o contexto histórico em que a EPSJV foi gestada e ressalta a importância dos trabalhadores técnicos em saúde antes e durante a atual crise sanitária.

  • 13/08/2020 11h42 Entrevista

    No dia 9 de agosto, Dia Internacional dos Povos Indígenas, diversas lideranças e apoiadores do movimento soaram o ‘maracá’ em suas redes sociais, com o objetivo de estimular a solidariedade nacional e internacional em relação à disseminação da Covid-19 entre povos indígenas brasileiros. A ação soma-se a outras frentes no Legislativo e Judiciário, onde a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), parlamentares, pesquisadores e militantes em geral têm cobrado iniciativas para promover o debate e denunciar o que consideram a falta de ações do governo no enfrentamento da pandemia nessas comunidades. Nesta entrevista, Ana Lucia Pontes, professora-pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) e coordenadora do Grupo de Trabalho de Saúde Indígena da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), explica o contexto da pandemia entre os indígenas e aponta as principais dificuldades, antes e depois da Covid-19.

  • 06/08/2020 11h06 Entrevista

    Nesta entrevista, que ajudou a compor a série de reportagens da Revista Poli sobre a história da educação profissional no Brasil, o professor da Universidade Tecnológica do Paraná Domingos Leite Filho caracteriza esse segmento educacional e explica as origens da instituição escola como responsável pelo aprendizado dos ofícios. Fala ainda sobre a concepção de trabalho que deve se articular com a educação e justifica por que faz sentido defender a formação técnica ainda na educação básica, no contexto brasileiro

  • 06/08/2020 10h21 Entrevista

    Nesta entrevista, realizada para a produção de uma série de reportagens em homenagem aos 35 anos da EPSJV/Fiocruz, a professora titular aposentada da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Lucília Machado explica o que é educação profissional, conta como as escolas substituíram as corporações de ofício como espaço de aprendizado e fala sobre a trajetória desse segmento em diferentes momentos da história do Brasil

  • 04/08/2020 13h14 Entrevista

    Nesta entrevista, realizada para subsidiar uma série de reportagens sobre a história da educação profissional no Brasil, José Geraldo Pedrosa, professor do mestrado em educação profissional do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG), fala sobre esse segmento educacional nos anos 1930 e 1940. Lembrando o contexto da 2ª Guerra Mundial, ele explica o processo de criação do ensino industrial, fala sobre a atuação do empresariado na construção do Sistema S e aponta as diferenças entre as iniciativas que inauguram essa política no início do século

  • 03/08/2020 12h13 Entrevista

    Nesta entrevista, que contribuiu para a reportagem sobre a história da educação profissional no Brasil principalmente na Era Vargas, Carmem Sylvia Moraes, professora da Universidade de São Paulo, destaca o protagonismo da “província” de São Paulo num tipo de formação que atendesse às necessidades da industrialização. Enquanto nacionalmente a educação profissional se voltava para os desvalidos da sorte, diz, uma burguesia esclarecida paulista se firmava como agente social que interviria também no campo da educação

  • 02/08/2020 13h34 Entrevista

    Nesta entrevista, Gabriel Grabowski, professor da Universidade Feevale, no Rio Grande do Sul, fala sobre a criação, as mudanças e as contradições que marcam a trajetória do Sistema S, criado na década de 1940 e atuante até os dias de hoje