CNE aprova novas diretrizes para a formação de professores

O CNE, Conselho Nacional de Educação aprovou, no dia sete de novembro, o documento que define as diretrizes gerais e também institui a Base Nacional Comum para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica. Trata-se de um conjunto de competências gerais e específicas que devem nortear os currículos dos cursos.
Em um curto período de discussões e a realização de uma única audiência pública para definir as novas diretrizes, o documento enfrenta resistência entre entidades e especialistas da educação.
Nesse Policast, a repórter Ana Paula Evangelista entrevista Luiz Dourado, professor emérito da Universidade Federal de Goiás, UFG, para entender quais são os pontos que merecem destaque nessa decisão.
Dourado explica como essa mudança se liga à Base Nacional Comum Curricular, que começa a ser implantada no ano que vem. Para ele, as novas diretrizes também naturalizam a formação a distância sem a garantia de qualidade e limitam a autonomia das instituições.

Por: Ana Paula Evangelista

Categoria(s):

Policast