Exibindo 21 - 30 de 76
  • 15/09/2015 10h51 Dicionário Jornalístico

    Se você já parou para ler o caderno de economia de algum grande jornal deve ter se deparado com a dificuldade que é compreender muitos dos processos que são descritos ali. Entre quedas e subidas das bolsas de valores e do preço do dólar e a abundância de termos como derivativos e ativos financeiros, quase não dá tempo de parar e perguntar: afinal, quando é que um tema tão importante quanto a economia se tornou tão complexo?

  • 25/05/2012 10h50 Dicionário Jornalístico

    “No campo estão milhões de brasileiras e brasileiros, da infância até a terceira idade, que vivem e trabalham como: pequenos agricultores, quilombolas, povos indígenas, pescadores, camponeses, assentados, reassentados, ribeirinhos, povos da floresta, caipiras, lavradores, roceiros, sem-terra, agregados, caboclos, meeiros, boia-fria, entre outros”. Segundo a declaração do Seminário Nacional por uma Educação do Campo, realizado em 2002, todas essas pessoas precisam ter acesso e ao mesmo tempo construir coletivamente uma política de educação no campo e do campo. E você vai descobrir, nesse verbete, que as pequenas palavras “no” e “do” fazem todo sentido.

  • 01/11/2009 11h49 Dicionário Jornalístico

    Que os explorados e oprimidos sejam sujeitos de sua própria história. Esse é o resumo do que Eduardo Stotz, pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca da Fundação Oswaldo Cruz (ENSP/Fiocruz), caracteriza como o “compromisso com uma democracia radical” de um dos educadores mais conhecidos e respeitados do mundo. O educador é Paulo Freire e o “compromisso”, com cara de método e conceito, foi batizado com o nome de Educação Popular.

  • 25/01/2007 11h48 Dicionário Jornalístico

    “Particular atenção dedicarei ao ensino técnico-profissional, artístico, industrial e agrícola que a par da parte propriamente prática e imediatamente utilitária, proporcione também instrução de ordem ou cultura secundária, capaz de formar o espírito e o coração daqueles que amanhã serão homens e cidadãos”. Não fosse pelo estilo mais rebuscado, que denuncia a idade, você poderia achar que essa foi uma frase do Ministro da Educação Fernando Haddad ou do Presidente Lula na recente campanha pela reeleição. Mas, acredite, o discurso acima foi feito por outro Presidente da República, o Marechal Hermes da Fonseca — em 1910!

  • 07/04/2020 11h07 Dicionário Jornalístico

    Até para quem nunca ouviu esse termo, é difícil questionar que o que assistimos atualmente, no Brasil e no mundo, configura uma emergência sanitária sem precedentes na história recente. Mas para além do senso comum, existe uma série de normas e legislações, tanto nacionais quanto internacionais, que regulamentam o que de fato constitui uma emergência sanitária, e disciplinam as medidas que os governos podem adotar para enfrentá-la

  • 06/02/2020 15h05 Dicionário Jornalístico
  • 01/09/2007 10h46 Dicionário Jornalístico

    O projeto de mundo embutido na criação do Sistema Único de Saúde defende uma sociedade de iguais ou com iguais oportunidades? Zela pelo fim da desigualdade ou pelo reconhecimento da diferença e da diversidade? Todas essas questões, que não têm uma única resposta nem são mutuamente exclusivas, estão presentes no conceito de equidade, que foi eleito como um dos princípios do SUS.

  • 21/08/2020 15h07 Dicionário Jornalístico

    Pesquisadores explicam o conceito de Escola Unitária e contam a experiência da Escola Única do Trabalho, que influenciam o debate da Educação Profissional no Brasil e no mundo

  • 01/08/2017 12h05 Dicionário Jornalístico

    O Brasil foi o último país a proibir a escravidão no continente americano, em 13 de maio de 1888, com a Lei Áurea. Mas não só aqui, como ao redor do planeta, a prática de obrigar pessoas a trabalhar em condições análogas à escravidão continua em pleno século 21

  • 01/05/2011 10h45 Dicionário Jornalístico

    Diz-se o tempo todo que direitos como saúde e educação são deveres do Estado, garantidos pela Constituição brasileira. Exige-se ainda que diversos problemas da população, a exemplo da segurança pública e da habitação, sejam objetos de políticas de Estado, e não apenas ações de governos. Mas, afinal, qual a diferença?