ProvocAção

Nessa 3ª edição do ProvocAção, vamos refletir sobre a participação da mulher na ciência. Historicamente, essa participação tem trazido inúmeras contribuições que, por vezes, não tem recebido o devido reconhecimento. Então, aproveitamos esse espaço para trazer alguns fatos e histórias bacanas que valem muito conhecer e que demarcam o universo de grandes feitos pelas mulheres para a inovação na ciência.

Iniciamos destacando o conteúdo disponibilizado pelo “Nerdologia”, canal sobre divulgação científica no YouTube, que é apresentado por Atila Lamarino e Filipe Figueiredo. O vídeo fala sobre “Mulheres cientistas na História” e aborda a trajetória de algumas cientistas desde a antiguidade até os dias atuais.

Dando continuidade às nossas indicações, para quem não sabe, a Fiocruz há cinco anos celebra, no dia 11 de fevereiro, o Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência. E, para saber mais sobre essa iniciativa, recomendamos a leitura do texto disponível aqui. A data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) para homenagear e dar visibilidade as profissionais da ciência e ao mesmo tempo impulsionar mulheres e meninas a fazerem parte das áreas da ciência e da pesquisa.

Ainda sobre essa iniciativa, indicamos também o documentário "O Verão das Meninas da Fiocruz", que foi produzido pela Fiocruz Pernambuco em parceria com o Observatório Feminista do Nordeste. O vídeo é bem curtinho e traz depoimentos das adolescentes, coordenadoras e tutoras do projeto, vale a pena conferir.

Outra importante iniciativa foi proporcionada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Seu canal TV UFMG produziu e disponibilizou a série "Mulheres Cientistas". Os vídeos da série apresentam ao público diversos depoimentos de mulheres contando suas vivências no meio científico.

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) também vem dando destaque ao tema e contribuído bastante para ampliar essa discussão por meio do blog “Ciência pelos olhos delas”.  O blog tem como objetivo “divulgar resultados científicos produzidos por mulheres, de forma a fomentar garotas a se interessarem por ciência e se sentirem representadas”.

Refletindo um pouco mais sobre o papel da mulher na ciência, articulando-o com o momento vivenciado de diferentes formas por todos nós diante da pandemia de Covid-19, achamos importante indicar a leitura do texto Um tempo só para si: gênero, pandemia e uma política científica feminista. O texto traz importantes reflexões sobre os desafios de ser mulher numa sociedade onde ainda são profundas e determinantes as assimetrias das relações de gênero.

Agora, para fechar essa edição, indicamos o filme “Estrelas além do tempo (2016)”. O filme e também o livro “Hidden figures” contam a história de três mulheres negras - Katherine Johnson, Dorothy Vaughan e Mary Jackson -, matemáticas, que trabalharam na NASA e tiveram enorme destaque com suas pesquisas para o desenvolvimento tecnológico no século XX, com destaque na época da corrida espacial.  Além de destacarem a luta das mulheres o filme e o livro trazem importantes reflexões sobre processo de segregação racial. Recomendamos que vocês assintam o filme, mas também leiam o livro. O trailer pode ser acessado aqui. É um filme incrível que com certeza vale muito a pena assistir.

Queridos estudantes,

Em tempos de pandemia, e necessário isolamento social, a equipe do Laboratório de Iniciação Científica na Educação Básica (LIC-Provoc) pensou em mais uma maneira de continuar nosso diálogo com vocês. A ideia é que, além de um espaço de afeto, tão necessário em todos os momentos da nossa vida, possamos ter um diálogo onde mantenhamos vivos nossos princípios e intencionalidades no campo da formação científica. A Iniciação Científica não pode parar! Nosso compromisso com o despertar da Vocação Científica deve permanecer vivo e atuante. Assim, a criação do ProvocAção em tempos de pandemia visa disponibilizar vídeos, textos e imagens que possam garantir esse diálogo e intencionalidades entre nós, vocês e muitos outros que possam se interessar por esse maravilhoso e muito instigante mundo da Ciência e, em particular, da Iniciação Científica.

No ano em que comemoramos 35 anos da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz) e os 120 anos da Fiocruz, mais do que nunca, temos a missão de fortalecer a Iniciação Científica em nosso país e sabemos que todos juntos - estudantes, egressos, pesquisadores e equipe do LIC-Provoc  - podemos fazer isso.

Com muito afeto e saudades,
Equipe LIC-Provoc

Nesse primeiro momento, iremos retomar histórias que nos levam às origens da Fiocruz com a indicação de dois vídeos que relatam momentos da vida pessoal e profissional de Oswaldo Cruz que, claro, nos trazem muitas informações sobre o nosso DNA Institucional.

O primeiro deles, Oswaldo Cruz, o médico do Brasil, foi dirigido pelo cineasta Silvio Tendler e destinado especialmente ao público jovem.
Assista aqui

Em seguida, indicamos Oswaldo Cruz na Amazônia
Assista aqui

Chegando aos dias atuais, muito do que foi vivenciado e enfrentado por Oswaldo Cruz retorna em grandes proporções ao nosso cotidiano. Sobretudo, devido à contaminação por doenças infectocontagiosas tais como: dengue, zika, chikungunya, tuberculose e, agora, a Covid-19. E tudo isso intrinsecamente correlacionado às questões sociais, econômicas, culturais e ambientais.

Sobre isso estamos indicando, inicialmente, o texto Desigualdade social e econômica em tempo de Covid-19 (Informe da revista RADIS, de 13/05/2020) e o vídeo Desmatamento e risco de novas epidemias como a Covid-19 – Uma das causas do surgimento e da proliferação de doenças infecciosas na Amazônia.

Finalizando essa primeira publicação do ProvocAção no site da EPSJV, convidamos vocês a conhecer a Biblioteca Virtual Oswaldo Cruz. A Biblioteca oferece um panorama da vida do cientista, com ênfase em sua trajetória profissional, baseada em uma variada documentação histórica, oriunda do arquivo pessoal, da coleção bibliográfica e de peças museológicas que se encontram sob a guarda Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz).


Esperamos que gostem!

Nessa 2ª edição do ProvocAção vocês vão conhecer a história da Profª. Rafaela Lima, egressa do Provoc (turma 2002/2005), e de mais seis pesquisadores da Fiocruz que recebem estudantes do Ensino Médio e de graduação para que esses vivenciem experiências de Iniciação Científica.

Vamos começar com a indicação de dois vídeos que contam um pouco da trajetória acadêmica e profissional da Profª. Rafaela.

Professora usa criatividade para ensinar ciências de forma divertida na rede pública

Adolescentes na Ciência? SIM

Ressaltamos que a Rafaela também mantém o canal Mais Ciências, no Youtube, que é imperdível.

Na sequência, vamos indicar a Série Profissão Cientista, organizada pelo Observatório Juventude, Ciência e Tecnologia, que foi lançada com o objetivo de incentivar os jovens a seguirem carreiras científicas, além da possibilidade de poder registrar as importantes trajetórias de seis cientistas que fazem parte da história do Provoc, da Fiocruz e da ciência brasileira. São cinco filmes que retratam as experiências pessoais, acadêmicas e profissionais desses pesquisadores. A série contou com o apoio do CNPq e a produção da Jatobá Filmes.

Assista aos vídeos da Série Profissão Cientista

Imunologia com o médico e imunologista Claudio Tadeu Daniel-Ribeiro (IOC/Fiocruz)

Entomologia com os biólogos e entomologistas Jane Costa e Márcio Félix (IOC/Fiocruz)

História das Ciências com a historiadora e pesquisadora Lorelai Kury (COC/Fiocruz)

Doenças Infecciosas com o médico e infectologista José Augusto Nery (IOC/Fiocruz)

Biodiversidade com a bióloga e pesquisadora Márcia Chame (ENSP/Fiocruz)

Para finalizar essa edição, sugerimos que vocês acessem o site A Terra é Redonda. Segundo os organizadores, o espaço foi criado para a intervenção pública de intelectuais, acadêmicos e ativistas de movimentos sociais. Nesse site, vocês encontrarão artigos imperdíveis e um Guia do Cinema Político.

Mais uma vez, esperamos que gostem!